Our Baby Alice


Meu parto - Parte 2

31/07/2012
  Depois que a médica estourou minha bolsa a coisa toda voou.. Eu me levantei e fui tomar um banho, as contrações foram vindo mais rápidas e mais fortes, mas ainda assim eu estava bem. Quando eu saí do banheiro veio uma enfermeira com um soro e disse que era para eu me deitar que iriam me colocar no soro.. eu achei estranho já que a médica tinha dito que ainda não ia colocar, que ia tentar o processo ir naturalmente mas ao mesmo tempo achei bom, pelo menos sabia que logo logo ela ia nascer. Eu não fazia idéia do que estava me aguardando.
  Depois de 2 minutos que me colocaram o soro eu senti. A dor era simplesmente insuportável e toda vez que vinha eu não conseguia me segurar e chorava. Chorava e pedia para minha mãe que eu não queria mais aquilo, que eu queria fazer cesárea. Eu estava cansada e as contrações vinham a cada minuto e duravam mais tempo, foi só naquele momento que realmente senti as dores do parto que sempre me disseram que doía demais, eu não tinha acreditado naquilo até o momento do soro..
  Consegui suportar por uns 45 minutos e minha mãe chamou a médica novamente pois eu não conseguia suportar mais, acho que se eu tivesse uma faca eu mesma fazia a cesárea ( haeioheo brincadeirinha..). Quando a médica chegou me examinou e disse que eu estava com 9 cm de dilatação e que eu ia para o centro cirúrgico receber uma anestesia e ter meu bebê.
  Me deitaram na maca e me levaram para lá. Lembro que era troca de turno e não tinha muitas enfermeiras então não queriam deixar meu marido entrar no centro cirúrgico comigo e eu ficava perguntando o tempo todo se ele não poderia entrar e a dor vinha e eu gritava. Me deitaram em outra maca e a médica se sentou do meu lado e segurou minha mão, pediu para eu empurrar quando sentisse a dor e que o anestesista já estava a caminho.
  Eu a implorei para deixarem meu marido entrar e ela disse que ia pedir para uma enfermeira que concedeu a autorização (graças a Deus). O anestesista chegou (santo anestesista!) e me anestesiou. Eu vomitei o nada que tinha no meu estômago por causa da anestesia e quando me acalmei chamaram meu marido.
  Nisso eu já não sentia nada, apenas a pressão (como se as pernas estivessem dormentes mas você sente quando você da um tapinha sabe?) e os médicos iam me falando quando fazer força, que era para respirar fundo e segurar o ar e levantar a cabeça e colocar o queixo no peito. Fizemos uma força e nada. Meu marido ia me ajudando levantando a minha cabeça até meu peito.
  O anestesista (santo anestesista!) veio e começou a empurrar a minha barriga pois eu não tinha forças o suficiente pelo fato de estar cansada e anestesiada, ele colocou o braço em cima da minha barriga e me ajudava empurrando para baixo e pedindo para eu fazer força. Na terceira força eu senti algo saindo, perguntei se tinha nascido e a médica me disse que era apenas a cabeça. Na ultima força ela nasceu as 19:25 do dia 27 de julho. Nasceu a minha vida. Eu senti um vazio na minha barriga e ficava tentando levantar a cabeça para ver ela. Ela não estava chorando e eu estava estranhando.
  Colocaram ela em cima de uma bancada e começaram a limpar ela. Ai eu ouvi. Ouvi o som mais lindo, o chorinho agudo e forte dela. Eu fiquei tão feliz! Não tem como explicar a sensação, simplesmente é a coisa mais linda. Trouxeram ela para eu ver e então levaram ela para tomar banho e meu marido acompanhou.
  Fiquei na sala de recuperação e as 20:00 eu já estava no quarto, conversei com minha mãe, meu pai, meu irmão e a namorada dele, minha tia e meu marido. As 21:00 acabou o horário de visita e eles foram embora e ficou apenas eu e meu marido. Logo a enfermeira já trouxe minha filha para eu dar mamar e meu marido me ajudou com ela a noite inteira já que eu não podia levantar por pelo menos 4 horas. Fui conseguir realmente pega-la no colo só na madrugada, não sei como explicar mas aquele saquinho de gente já era minha vida e eu simplesmente não consigo me imaginar sem ela.
  Ela é perfeita. Simples assim.

Primeira vez que a vi

Olha que linda minha filha!

Primeira foto em família

Que papai mais babão!

Saindo do hospital


10 comentários:

Cantinho da Marina disse...

Que linda a Alice!!! Muito fofa!
Realmente um relato emocionante, muito corajosa vc foi, Ana! Parabéns! E que tua pequena encha tua vida de alegrias!
Parabéns ao papai e à mamãe!
Bjos, Bibi

Gaby disse...

Linda sua filha.... e a família está mais que completa agora.... parabéns mamãe fiquem com deus beijos

Eliane Nascimento Sopran disse...

Estou aqui emocionadissima de ler seu relato...com lagrimas nos olhos mesmo flor. Deus abençõe esta nov familia, sua filha é linda, posso ve traços seus e de seu marido no rostinho dela, mas acredito que ela tem os olhos do papai =).

Bjinhos flor...que Seja um ceu de ternura, aconhego e calor o teu colo de maezinha para sua filhota.
com carinho e felicitações,
Eliane
http://viveramarfazervalerapena.blogspot.com.br/

Grauce disse...

Não coisa melhor do que sentir capaz. E isso a gente sente quando pari.

Tambem tive parto normal, mas sem anestesia. Achei super tranquilo, tanto que quero ter outro, ou melhor outra.

Parabéns pela sua filha. Que essa familia seja muito abençoada!

Ana Caetano disse...

Nossa sem anestesia? Parabéns!! Acho que eu não conseguiria sem aquela bendita anestesia!! Mas pretendo ter outro parto normal também e seja como for agora eu já sei o que me aguarda e posso me preparar melhor emocionalmente.. Obrigada por passar por aqui (:

Ana Caetano disse...

Obrigada por ler meu blog! Sempre que leio o seu acabo super emocionada e chorando.. o seu relato é simplesmente maravilhoso, uma história realmente muito comovente! Espero que você consiga o seu milagre logo!! Beijos, Ana

Ana Caetano disse...

Muito obrigada! (: você também! Beijos

Ana Caetano disse...

Obrigada!! Espero que sua filha esteja bem também!!
Beijos

Maria Clara Campos Ferreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Clara Campos Ferreira disse...

-Aiin Ana Já li isso aki 2x maais dessa vez li que cheguei chorar kk Seriio, pareçe que eu me vii ali na hora do meu parto, que está bem perto, e sábado passado começei a sentir as contrações de treinamento, Já sofri com aquelas dorzinhas agora com seu relato de que elas são insuportaveel Meo Deuz kkk Maais espero ser muito forte pois quero parto normal e minha Liinda já esta encaixada só esperando a Hora de nascer Se Deus Quiser.